terça-feira, 9 de setembro de 2014

Quando a criança avalia. Repercussões.

Em junho publicamos aqui uma postagem sobre a nossa experiência em registrar a avaliação feita pelas crianças sobre nosso trabalho: Quando a criança avalia. Em conseqüência disso fomos convidadas pela DRE de São Miguel Paulista e pela nossa Diretora Solange Oliveira Ferreira a relatar no II Seminário Regional Qualidade Social e Avaliação na Educação Infantil, nossa prática sobre Os Indicadores de Qualidade na Educação Infantil, a qual a EMEI Professora Laura da Conceição Pereira Quintaes, escola que trabalhamos e fazemos parte, participou com muito êxito.
Neste dia contamos juntamente com a coordenadora na época a professora Izabel Cristina Marcelino como foi essa avaliação junto aos pais, assim como fizemos o mesmo com as crianças e compartilhamos  os resultados que nos surpreenderam.

Esquerda: Margarida de S. Barbosa e direita Izabel C. Marcelino
II Seminário Regional Qualidade Social e Avaliação na E.I.


Ficamos muito felizes pois depois disso fomos convidadas a relatar nossa experiência em um Seminário na CEI do CEU Tres Pontes, que desenvolve um maravilhoso trabalho e que nos receberam muito bem. E com muita alegria semana passada fomos convidadas pela diretora Solange a participar com ela de uma entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, publicado no dia 08/09/2014 na pagina A18.

Página do jornal Estadão

Se vocês quiserem ler na integra a reportagem ela também foi publicada na web, aqui estão os endereços:




O que concluimos com tudo isso? Estamos muito contentes pois nosso principal objetivo era de mostrar a todos que as crianças pequenas podem e devem avaliar a escola a qual fazem parte. E que podemos ouví-las e isso de fato contribui para a construção de melhorias na qualidade da E. I. Gostaríamos de agradecer a todos que acreditaram em nós e reconheceram nosso trabalho: Solange Oliveira Ferreira, Izabel Cristina Marcelino, Fernanda Neves, equipe do CEI Ceu Três Pontes, DRE São Miguel Paulista, Elaine Pratico, Juliana Diamente e Sonia Larrubia


Montando uma figura humana com tampinhas

Explorando com as crianças as tampinhas, resolvemos lançar um desafio as crianças: criarmos um desenho em tamanho natural de uma figura humana. A primeira experiência foi contornar o corpo com barbante e fita crepe, depois de pronto as crianças preencheram com as tampas e escolheram as cores para montar. Na segunda experiência o desenho do corpo foi feito com canetinha em papel pardo com o mesmo intuito de preenchimento. 
Os dois foram desmontados no final, mostrando as crianças que a arte pode ser uma brincadeira efêmera, sem necessidades de torná-la permanente.






















sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Tampinhas!!!

A turma do ano passado deixou um legado para nós. Eles colecionaram tampinhas e a caixa ficou em nossa sala, uma caixa enorme cheia de tampas, das mais variadas cores e tamanhos. Vendo essa caixa algumas crianças pediram para brincar com ela e surgiram ideias muito ricas e sensacionais. Confiram:

Empilhamentos

Caio virou a caixa e descobriu que elas ficavam em pé


Um mosaico










Comidinha



sorvete de milho

várias pizzas

Figura humana









Figura humana tridimensional

"Dá até pra ver a carinha do homem!!"Arthur 5 anos



Outros:


flor

casinha

casinha

passarinho